Saber recomendar

Receber hóspedes não é apenas efectuar o registo de entrada e saída dos hóspedes. Um trabalho de atendimento personalizado e preocupado com o hóspede é a chave para um hóspede fidelizado e, porque não aconselharmos? Garantir que o hóspede está feliz? Gostamos de servir, acima de tudo servir ao pormenor aqueles que nos escolheram.

É primordial saber recomendar num alojamento, sem ter apenas a escondida intenção de comissão. Mas também se torna muito importante que apenas se recomende o que se experimentou e se conhece. O recepcionista assume a figura de conciergee nos casos dos alojamentos onde o hóspede empatiza com eles, neles confia e a eles recorre para sugestões. Assim esse assume o comando e o poder de recomendar, sugerir, dirigir e mesmo aumentar a facturação dos locais que recomenda.

3 Pontos essenciais:


1) Pro-actividade por parte dos novos restaurantes, bares, actividades e demais empresas turísticas em se dar a conheceraos hotéis e alojamentos.


2) Convidar os recepcionistas e demais profissionais que lidam com os hóspedes a experimentar eles próprios, só assim saberão exactamente o que recomendar e como recomendar! Se eles nunca tiveram a oportunidade de experimentar determinado produto ou serviço, como é que irão recomendar algo que nunca usufruíram? Não será de todo ilícito que recebam uma comissão pelo encaminhamento de clientes, pelo contrário, até é um incentivo. As agências de viagens também só encaminham os seus turistas aos hotéis com quem têm contrato!

3) Os próprios recepcionistas e anfitriões têm de tomar a iniciativa de explorar a região, compreender possíveis necessidades dos hóspedes e antecipá-las.Uma conversa bem direccionada ao proprietário de um restaurante no sentido de conhecer a ementa e saber da sua abertura para receber reservas e os seus hóspedes mostra essa pro-actividade.


O mais importante é que exista comunicação com os hóspedes. É fundamental mostrar interesse e preocupação. Adoptar a verdadeira postura que os hóspedes confiam: o de conselheiro e conhecedor do local. Esta postura deverá estar sustentada em conhecimentos da região e irá influenciar aexperiência de destino e de estadia e poderá levar à fidelização.É necessário experimentar os restaurantes e os hotéis concorrentes. A hospitalidade treina-se com os vizinhos, com os parceiros e fornecedores. Proximidade com os restaurantes é imprescindível para semear uma boa hospitalidade e alcançar a hotelaria de excelência.

(+351) 210 994 958

Avenida Álvaro Pais, 12D Lisbon Portugal 1600-007

  • YouTube
  • Pinterest

©2019 BY TH2