top of page

A Minha Primeira Vez

Toda uma sequência de eventos parece bem clara na minha cabeça como se estivesse a ver um filme. A primeira vez que fiquei a dormir num hotel não tem local, nem nome, tem memória. Tem cheiro, ou melhor cheiros e sensações.

Recordo com muito carinho a sensação de ter corredores por explorar. Hoje, só sinto angústia nas intermináveis questões no checkin e ansiedade por tanto analisar, sem deslocar e poder descobrir como vai ser o quarto. E esse era mesmo um momento revelação: a chegada ao quarto, a revelação dos pequenos sabonetes, utilidades e panfletos por lá espalhados que ensinavam toda uma nova forma de dormir e ter um quarto.


E agora que vivo de hotelaria, nas viagens estafadas de trabalho sinto esse encantamento quando chego a casa e a minha cama com cheiro e sensação a uma coisa tão familiar e tão minha.

E por aí, como recorda a primeira vez que ficou num hotel?


(este post foi desenvolvido na Oficina de Escrita

com Catarina Raminho na Red Apple, Lisboa)

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page